Principais erros cometidos em Instalações Elétricas

Antes de tudo, é imprescindível comentar sobre o impacto de erros cometidos nas Instalações Elétricas. De acordo com a Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (ABRACOPEL), houve 1662 acidentes de origem elétrica no ano de 2019. Tais dados foram informados em seu relatório anual, cujo qual apontou que 56% destes acidentes foram ocasionados por choques elétricos, 39% de incêndios causados por sobrecarga e 5% por descargas atmosféricas. Infelizmente, houve 697 acidentes fatais no ano de 2019.

Esses números nos mostram o quanto é importante nos atentarmos para a segurança de uma boa instalação elétrica. E um bom planejamento é um dos primeiros passos para uma boa execução. Neste artigo, iremos lhe falar sobre os erros mais comuns cometidos em uma instalação elétrica. Dessa forma, você poderá se prevenir e garantir sua segurança.

Desse modo, os principais erros são:
  1. Contratar Profissionais Desqualificados
    Muitas pessoas optam por economizar ao fazer aquela reforma, ou mesmo na construção de uma edificação. Porém, isso leva-as a contratar profissionais desqualificados por serem mais baratos. Apesar de parecer algo que não gera risco, esse tem sido um dos principais motivos que levou o Nordeste a ser a região com maior incidência de acidentes elétricos. Pelo 4° ano consecutivo, esse estado atingiu 41% dos casos no ano de 2019, segundo a ABRACOPEL.

Nesse sentido, por não terem a preparação necessária e o conhecimento técnico das normas vigentes de instalação, esses profissionais são conhecidos por suas “gambiarras funcionais”. Sendo estas o principal motivo de acidentes elétricos. Em suma, para se ter uma boa instalação, é essencial contratar um profissional qualificado. Tanto para a realização do projeto, como para a execução da mesma. Seguindo essas orientações, você irá evitar muitos outros problemas, cujo quais impactam na segurança e no custo final da instalação.

  1. Sobrecarga na Instalação
    De antemão, até mesmo uma instalação bem dimensionada tem um limite na carga que pode ser consumida. E desde já cabe ao projetista dimensiona-la de acordo com a necessidade do cliente. Mas quando ele excede a carga dimensionada, adicionando chuveiros elétricos, ar condicionados, aquecedores, benjamins (T’s) e extensões, sem antes conferir a capacidade de sua instalação, fazer os devidos ajustes de redimensionamento, ou até mesmo quando a instalação é mal projetada, sendo subdimensionada, nós iremos cair no maior problema causador de incêndios, as temidas sobrecargas.

Quando há uma sobrecarga, a instalação passa a conduzir uma corrente superior a capacidade dos cabos, levando-os a um superaquecimento. Que como consequência, gera um aumento na fatura de energia e pode gerar danos físicos, como os incêndios.

Definitivamente, esses erros podem parecer bem clichês, porém, ano após ano, a quantidade de acidentes elétricos vem aumentando e os dados nos mostram a forma como eles têm se repetido e o quão graves são. Então, você pode evitar todos esses erros e consequências de uma má instalação, colocando em prática esses dois pilares discutidos nesse artigo: Contratar profissionais qualificados e estar atento aos limites e conservação de sua instalação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *